Você é igual a todo mundo?

você é igual a todo mundo

Hoje iremos falar sobre a pirâmide invertida para desenvolvedores (ou qualquer um que está fazendo faculdade/curso técnico atualmente) e porque você não deve ser igual a todo mundo. Onde você se encontra nela?

triangle

 

O que todos fazem

Aqui temos as pessoas que estão fazendo o previsível, elas podem estar fazendo sua faculdade ou curso técnico ou tecnólogo ou curso online e estão adquirindo conhecimento. Porem elas param aqui, essas pessoas não fazem mais nada com este conhecimento e por isso são prejudicadas porque estão apenas guardando este conhecimento para si.

Você é a média das cinco pessoas com as quais você passa mais tempo junto.”

Jim Rohn

Amizades com outros alunos

Falamos aqui principalmente daqueles em um curso presencial ou cursos com comunidades online. Para você que faz amizade com qualquer aluno. Qual é a questão aqui? o author Jim Rohn diz que “Você é a média das cinco pessoas com as quais você passa mais tempo junto.” com isso se as pessoas mais próximas de você não estão indo para a frente, colam nas provas, não aprendem nada alem do que é ensinado, ficam sempre enrolando nas entregas de projetos e estão ali pelo simples fato de ser a forma delas passarem o tempo. Eu diria: afaste-se destas pessoas porque elas não iram te ajudar de forma alguma.

Amizades com donos de empresas

Aqui já estamos entrando nos níveis onde encontramos as pessoas mais visionárias. Temos aqui as pessoas que fazem amizades com os donos de empresas, no caso alunos como você más que já estão no mercado de trabalho criando oportunidades para outras pessoas. Você deve fazer de tudo para se aproximar dessas pessoas porque elas estão na faculdade já com necessidades reais de aplicar o que estão aprendendo. Assim você estando próximas delas você entenderá as aplicações reais daquilo que está estudando.

Amizades com os professores

Porque os professores? Os professores são os seus melhores mentores, e que podem te direcionar na faculdade ou no curso técnico. Em muitas das vezes essas pessoas já estão a um certo tempo no mercado de trabalho ( em alguns casos não, não recomendo ouvir esses , a não ser que queira se tornar um professor) e eles podem te direcionar em qual caminho trilhar. Digo isso porque uma das maiores dificuldades quando você inicia nesta área é de saber exatamente quais passos você deve tomar, e alem disso, em muita das vezes professores possuem contatos com pessoas no mercado e assim podem te ajudar a entrar neste mercado que a maior dificuldade é de conseguir a primeira experiência.

Participe de tudo!

Encontre todas as atividades disponíveis e participe de todas que o seu tempo permitir, desde de eventos da faculdade, meetups, iniciação científica, trabalhos voluntários, professor de reforço de uma matéria e qualquer outra atividade que estiver ao seu alcance para você ganhar visibilidade, porque assim você finalmente poderá pedir uma indicação.

Peça indicação

Essa indicação será possível exatamente porque você está sendo visto pelos professores, por donos de empresa, por os colegas que estão no mercado. Eles estão vendo que você é uma pessoas engajada, uma pessoa que quer realmente entrar no mercado. E se está fazendo isso eles iram querer te ajudar. Por quê? Porque eles precisam de pessoas assim todos os dias e não encontram, e fazendo o que foi dito anteriormente você pode se tornar alvo de novas oportunidades. Então peça uma indicação, se e somente se você estiver colocando todo o trabalho e estiver tendo toda a dedicação diária necessária de fazer esse trabalho, dessa maneira certamente você será aceito e vai conseguir essa indicação. Inclusive foi assim que eu consegui o meu primeiro estágio.

Tenha os seus próprios projetos

Eu não estou falando aqui de projetos gigantescos que usam arquitetura complexa e Design Patterns , eu estou falando, por exemplo de projetos que demonstrem o que você está fazendo no momento e você consiga exibir isso de alguma forma, hospedando seus projetos online ou mostrando no seu notebook mesmo. E assim você vai estar a frente da alguém que chegou simplesmente com um pedaço de papel e não tem nada a mais para mostrar.

Não guarde seu conhecimento

O diferencial de alguém que acaba se tornando referência em algo é simplesmente da sua coragem e vontade de compartilhar o que ela sabe, ou está aprendendo. É importantíssimo que assim como eu estou fazendo aqui você faça também. Fazendo isso você irá ganhar duas coisas: primeiro estará consolidando o seu conhecimento e segundo você irá se tornar uma autoridade na medida que você compartilha o seu conhecimento. Exemplo prático: você está aprendendo sobre laços(loops) for e while e você aprendeu muito bem sobre eles. Esta é a sua chance de expor o seu conhecimento, não somente para os seus colegas de turma, como também os professores que estão dentro deste ecosistema aqui e chance de te ajudar a chegar a algum lugar.

Torne seu conhecimento público

Parece óbvio isso, mas o problema que você terá compartilhando o seu conhecimento apenas dentro de uma sala de aula é que você estará se limitando para talvez 30, 40 ou 70 pessoas aproximadamente, enquanto na internet temos mais de um milhão de pessoas esperando o seu conhecimento. Dessa forma seu conhecimento se tornando público, é possível conseguir ter uma exposição imensamente maior do que apenas dentro de uma sala de aula. Exemplo prático: pode ser algo simples como uma postagem no Facebook ou uma Story no Instagram. Porem se você quer chegar no próximo nível temos a próxima na opção em nossa lista.

Manter um blog/canal/página/site sobre a sua jornada de aprendizado

Fazendo isso você vai simplesmente estar entre o 1% ou 2% da sua turma ou da sua região que faz isso. Faça um teste: pergunte para elas quantas ali tem uma site, ou blog, canal ou conta nas redes sociais onde elas divulgam seu conhecimento e veja como é mínima ou inexistente a quantidade de pessoas que estão fazendo isso, te deixando simplesmente na frente de todo o mundo e você está divulgando seu conhecimento desta forma! Finalmente quero fechar com o seguinte.

Pense global e não local!

Essa dica eu quero deixar para as pessoas que estão tendo dificuldade para encontrar oportunidades na sua região de residência. Nunca pense local ou se limite a sua região geográfica. Sempre pense grande porque assim você sempre terá uma visão que está muito alem do que os outros estão vendo e terá muitas oportunidades vindo na sua direção.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *